Posts Tagged ‘Nossa Senhora’

MARIA, MULHER AMADA

09/10/2010

               

NOSSA SENHORA APARECIDA

               

              Existe motivação consistente para que os cristãos católicos amem Maria, mãe de Jesus. Todo ser humano é a soma do masculino e do feminino. Para o homem, a mulher não é motivo de tentação, mas é caminho de salvação; e vice-versa. Maria é admirada sobretudo por ser mestra do Evangelho. Ela o viveu de modo admirável.

               Há o costume de dirigir-se a Maria, mãe de Jesus com a expressão “Nossa Senhora”. Mas não existe apenas um Senhor? Pois bem: a palavra senhor é utilizada como um tratamento respeitoso. Na Idade Média, São Bernardo (séc. XII), percebendo que cada “senhor” apresentava sua “senhora”, lembrou-se de que Jesus, na cruz, deu a toda a humanidade uma “Senhora” para que a todos ela amparasse – sem qualquer conotação bíblica ou teológica, tratando-se de um título de devoção popular.

               Maria é amada pelo fato de ser presença na vida das pessoas. Em tempos de grande significado na história da humanidade, ela manifestou-se::

         * Em Guadalupe – México, em 1531, a aparição de Maria se dá diante de um índio, São Juan Diego, no grande contexto do aniquilamento destes, habitantes autóctones daquela região.
         * Em Aparecida – no Brasil em 1717, a mãe de Deus, negra, se revela a três pescadores, na conjuntura da marginalização dos negros e dos escravos.
         * Em Paris – na França em 1830, Nossa Senhora da Medalha Milagrosa aparece a Santa Catarina Labouré dentro das relações de conflito geradas pela Revolução Francesa.
         * Em Lourdes, na França em 1858, Nossa Senhora aparece a Santa Bernardete Soubirous no contexto do liberalismo anticatólico, quando ela afirma: “Eu sou a Imaculada Conceição”.
         * Em Fátima – Portugal em 1917, a Mãe de Jesus aparece a Lúcia, Jacinta e Francisco, no encadeamento do comunismo que levou às grandes perseguições religiosas, e o grande pedido da Mãe é que se reze.
              Existem outros relatos de aparições de Nossa Senhora e todos foram sinais da preocupação divina, manifestada por Maria, acerca dos acontecimentos que ameaçavam a vida humana e a fé cristã.

               Chama a atenção quando se fala que Maria apareceu em Aparecida. Na verdade , não apareceu, como disse em uma homilia no Santuário Nacional em Aparecida, Dom Hilário Moser: sua imagem foi encontrada nas águas do rio Paraíba. Esse fato, que parece muito simples e bastante conhecido é também um sinal: para encontrar Maria é preciso mergulhar na profundidade da fé.

                No Brasil, no dia em que se comemora a festa de sua Padroeira – 12 de outubro, comemora-se ainda o Dia das Crianças. Sorrisos lindos que enchem a todos de alegria: jovens, adultos e idosos… Quantos desses rostinhos poderiam não sorrir, se as mães tivessem optado pelo aborto.

                Maria é modelo de maternidade. A Maria dedicamos especial amor, imitação, respeito e confiança como seu Filho, Jesus, lhe dedicou. Jesus mesmo mostrou como lhe agradava a intercessão de Maria quando, por ocasião das Bodas de Caná, realizou o primeiro sinal, a pedido de sua Mãe (cf. Jo 2,1-11).

                                                        Rafael Uliano


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 3.394 outros seguidores